Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Monstras

O verão faz pandã com petiscos #2: mexe, mexe Mexilhão (3 receitas para babar sem pagar balúrdios)

Ah, cá vamos nós a um dos nossos ingredientes favoritos! O mexilhão é um bivalve bem saboroso e até há bem pouco tempo colocado em segundo ou terceiro plano, até chegarem os restaurantes da moda onde os “Moules” (nome muito mais chique ) se pagam com os olhos da cara.

 

Deixo pois aqui, não UMA, mas TRÊS receitas de Mexilhão para se poderem lambuzar à vontade.

21571984_s.jpg

 

 #1 – Mexilhão suado

O mexilhão suado é o meu favorito e é logo o mais simples! Lucky me!

 

Vai precisar de:

- 1 kg de mexilhão;

- 2 colheres de sopa de azeite;

- 2 dentes de alho;

- 1 molho de coentros;

- 1 malagueta (opcional).

Como se faz:

Regue o fundo de uma caçarola com azeite, deite os alhos (inteiros ou esmagados com casca). Salteie ligeiramente o alho no azeite e de seguida deite os mexilhões. Se quiser um toque de picante, é esta a altura de colocar a malagueta. Tape os mexilhões e deixe-os suar que nem cavalos. É muito importante deixá-los suar, porque vão libertar os sucos dos Deuses. Por isso, take your time. Desligue o lume e pique os coentros. Tape novamente até servir.

 

#2 – Mexilhão à espanhola

Bem bom para quem gosta de molhar o pãozinho. Com umas batatinhas fritas a acompanhar também marcha que é uma maravilha.

 

Vai precisar de:

- 1 kg de mexilhão;

- 2 colheres de azeite;

- 2 dentes de alho;

- 3 a 4 cebolas médias;

- 5 tomates médios maduros (ou 1 lata grande de tomate inteiro);

- 1 malagueta (aqui tem mesmo de ser, desculpem lá, não sejam mariquinhas);

- 1 molho de salsa.

Como se faz:

A base é a mesma da receita anterior: caçarola, azeite, dentes de alho. Depois deite a cebola previamente cortada às rodelas (espessura média). Tape e deixe suar até a cebola estar translúcida. Deite o mexilhão e a malagueta. Deixe suá-los um pouco (que nem cavalos não, basta o nível pónei). A meio deste processo abra a tampa e deite o tomate e envolva bem. Deixe apurar tudo mais uns 10 minutos. Pique a salsa e sirva de imediato.

 

#3 – Mexilhão com caril

Este é bom como petisco, mas também como refeição, acompanhando com um arroz basmati ou o pão nan. Nhami!

 

Vai precisar de:

- 1 kg de mexilhão;

- 2 colheres de azeite (ou pode substituir por 2 colheres de óleo de coco);

- 2 dentes de alho;

- 1 cebola média;

- 1 colher de sopa de polpa de tomate;

- 1 a 2 colheres de sopa de caril em pó (consoante o gosto de cada um);

- 1 malagueta (ou 2, se for cá dos fortes!);

- ½ lata de leite de coco;

- 1 pau de canela;

- 1 molho de coentros.

Como se faz:

Deite o azeite ou o óleo de coco na caçarola, os dentes de alho (picadinhos), a cebola (picadinha também) e tape até esta ficar translúcida. Deite a malagueta, o pau de canela e os mexilhões. Polvilhe-os com o caril em pó e envolva com a polpa de tomate e depois tape. Deixe suar bem os bichinhos e regue com o leite de coco. Se tiver muito líquido deite mais um pouco de leite de coco e destape a caçarola durantes uns minutos. No final, pique os coentros e leve à mesa.

 

E cá estão elas, três receitas para mexer bem com o mexilhão e para surpreender os seus amigos sem gastar uma fortuna. Depois, se quiserem uma cena chique, à Moules, juntem umas cervejinhas artesanais ou um gin.

 

Monstra S

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.