Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Monstras

Saldos (ou a loucura do mulherio): os clássicos

Os saldos são os saldos. Loucura, suor e lágrimas. A loucura de vasculhar todos os trapos como se fosse o último dia das nossas vidas, o suor das outras e as lágrimas derramadas quando:

a) vemos alguém a rapinar o último tamanho;

b) conseguimos o último tamanho mas está todo rasgado e puxado;

c) vamos bater perna nas lojas e, afinal, tudo a que tínhamos deitado o olho se escafedeu como por magia negra.

 

Sendo a alínea c) aquela que dá mais nervos, devo dizer que as compras online vieram ser um grande apoio nesta história dos saldos. Este ano, por exemplo, mandei vir dois blazers pretos de lojas diferentes e escolhi aquele que mais gostei no conforto da minha humilde casa. Para além de vir tudo bonitinho e impecável, dá muito menos trabalho (bom, depois tem de se devolver o que não serve, mas é um pequeno preço a pagar por tudo o resto)

 

Outro problema, muiiiiiitíssimo comum, é o mulherio ir aos saldos e comprar só porque está barato. Foram só 10 euros, foram só 15 euros. Um euro aqui e outro ali dá no quê? Roupeiro cheio de trapos que provavelmente nem nos fazem falta.

Em modo de sugestão, deixo aqui algumas peças que considero serem BONS saldos e que poderão ser usadas em várias estações - nunca serão um erro de casting.

 

 

AH, e voilá! Estão todas disponíveis à distância de um clique. 

 

 

Editorial saldos_os clássicos-01.jpg

 

monstra S.

Muito prazer, nós somos as MONSTRAS.

IMG_4554.jpg

As Monstras somos nós. Duas amigas com muitas coisas em comum, outras nem tanto.

Para além do óbvio (uma loira, outra é morena, como diria o querido Marco), uma é fã de saltos altos, a outra prefere uns bons ténis. Uma é expert em viagens e lazer e a outra adora moda. Ambas são fãs de comida. Muita e boa comida. Às vezes mais tradicional, outras vezes mais saudável (tentamos!), mas é unânime que tem de ter sempre muito sabor. Temos amigos em comum e neste momento até trabalhamos na mesma empresa.

Decidimos criar este blogue por várias razões e por nenhuma razão em especial. Na verdade, algumas pessoas amigas já nos tinham feito a sugestão, mas as desculpas eram sempre as mesmas. Agora não temos tempo, olha só o trabalhão que isso dá, não temos vida para isto, ninguém vai achar piada, vai ser só mais um blogue no meio da blogosfera, e por aí fora. E a bem dizer, tudo isto é verdade. O que nos moveu mesmo, e daí ter saído à cena o nome MONSTRAS, foi a decisão de que este blogue seria uma espécie de montra de situações e sentimentos que são comuns a tantas mulheres.

Todas nós nos sentimos, de vez em quando, com uma monstra a viver dentro de nós. Ora é o cabelo que acordou péssimo, os sapatos que estão a dar cabo de mim e tenho de continuar a sorrir nesta reunião, agora sujei-me ao almoço e apareço uma jávarder, a minha pele já teve melhores dias, o meu homem está doente e parece que está a morrer em casa, tenho a minha gata a acordar-me todos os dias às 5 da manhã, o verniz está a descascar e agora vou ter de arrancar tudo à dentada, vem aí a praia e a minha celulite chega-me aos joelhos - e por aí fora.

Por todas as mulheres que se sentem um bocadinho monstras de vez em quando, que chegam à noite e deitam a cabeça na almofada com a sensação de que estiveram o dia todo à pancada, eis que abriu esta humilde casa. Todas são bem-vindas e, sem feminismos associados, os homens estão mais que convidados.

Monstrengai por aqui à vontade!